Inicial > Filmes > Lanterna Verde: diversão para quem não é fã

Lanterna Verde: diversão para quem não é fã

Lanterna Verde em ação

Lanterna Verde, dirigido por Martin Campbell (o mesmo de Cassino Royale), adapta para o cinema a história do personagem de quadrinhos criado por Martin Nodell e Bill Finger, da DC Comics – hoje propriedade da Warner Bros. Entre um blockbuster e outro (Batman em 2012 e Superman em 2013), a Warner resolveu fazer um dinheirinho em cima de um personagem “menos conhecido”, mas com público suficiente para garantir que a bilheteria não seja um fracasso.

Hal Jordan (Ryan Reynolds) é um piloto de testes convencido, irresponsável, imaturo e atrapalhado, que seguiu a carreira do pai, falecido em um acidente de voo. Hal vive uma inconstante com sua paixãozinha Carol Ferris (Blake Lively), que pilota tão bem quanto ele e é filha e herdeira do dono da companhia para a qual trabalha. Carol é forte e apaixonada, um misto que Blake Lively encarou muito bem.

Lanterna Verde conhecendo os colegas

Após uma simulação de voo fracassada, Hal Jordan tem contato com Abin Sur, uma espécie de alienígena, que está falecendo e pede que Hal cuide de um certo anel verde, prestando o juramento da Tropa dos Lanternas Verdes. Depois de enterrar o corpo do ser, Hal leva a lanterna da espaçonave para sua casa e guarda o artefato. O corpo de Abin Sur é encontrado pelo governo e fica sob os estudos do biólogo antisocial Hector Hammond (Peter Saarsgard). Ao entrar em contato com as substâncias do corpo falecido, o professor acaba sendo infectado por um vírus amarelo que tranforma suas hemoglobinas em amarelobinas (tudumpisshhh) em questão de dias. Trata-se da manifestação do Parallax, uma entidade espacial que é a personificação do medo. O “vírus” amarelado é a causa da fraqueza dos lanternas verdes.

Enquanto isso, Hal descobre pouco a pouco os poderes reais da lanterna verde e se torna o primeiro humano a ser selecionado para a Tropa, tendo que provar seu próprio valor a si mesmo e aos outros patrulheiros espalhados no universo. Assim, Hector e Hal travam uma batalha para defender a raça humana, mal vista aos olhos dos lanternas verdes, especialmente por Sinestro (Mark Strong). Amigo do falecido Abin Sur, Sinestro acredita que os humanos são seres fracos, provenientes de uma espécie nova demais para fazer qualquer coisa.

Lanterna Verde preocupado

A bem da verdade, os efeitos especiais ficaram muito decentes, o 3D rendeu e o tom animado do filme funciona pro público geral e para quem não é ligado no personagem (tipo eu). Já os fãs mais fervorosos provavelmente não vão gostar das alterações na história, do uniforme, dos poucos personagens exibidos, vão detestar Ryan Reynolds e coisas do tipo. Deve matar o tempo enquanto Batman não chega.

Ficha Técnica

Título: Lanterna Verde (Green Lantern)
Ano: 2011
Gênero: Aventura
Diretor: Martin Campbell
Duração: 114 min

Você também pode gostar de:

Patriotismo e surpresas em Capitão América

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: