Inicial > Filmes > “Plano de Vôo”: claustrofóbico mas nem tanto.

“Plano de Vôo”: claustrofóbico mas nem tanto.

Jodie Foster no avião com a filha

Quando o marido de Kyle Pratt (Jodie Foster), uma engenheira de propulsão, morre, ela decide mudar de vida com sua filha de seis anos, Julie (Marlene Lawston). Kyle embarca com a filha de Berlim para Nova York, num avião que ajudou a projetar. Depois de três horas dormindo no avião, Kyle acorda e percebe que sua filha não está ao seu lado e ninguém a viu ou sequer se lembra dela.

A insistência de Kyle faz com que as pessoas pensem que ela está ficando louca, pois há diversas evidências de que a garota não embarcou com a mãe. O cenário em que a história se desenrola é certamente claustrofóbico, e o filme ensaia um inteligente jogo psicológico que começa quando Kyle questiona a própria sanidade.

Embora tenha uma premissa interessante, o filme não satisfaz. A personagem de Jodie Foster aqui é semelhante a de O Quarto do Pânico (2002). Plano de Vôo tem uma trilha sonora de impacto, mas não se arma com elementos suficientes para deixar o espectador surpreso.

Ficha Técnica

Título: Plano de Vôo (
Flightplan)
Diretor: Robert Schwentke
Ano: 2005
Gênero: Suspense
Duração: 98 minutos

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: