Inicial > Livros > Tourantino, por Jayne Jain Kennedy

Tourantino, por Jayne Jain Kennedy

* Este texto foi escrito em 1995 e foi reproduzido no livro “Quentin Tarantino”, de Paul A. Woods.

Los Angeles. A cidade dos Anjos. A Capital do Cinema Mundial. O centro da cirurgia plástica do universo. Uma cidade de um milhão de contradições. Para apreciar melhor aquele glamour corrompido de Los Angeles, uma cidade que Quentin Tarantino ama como apenas um nativo pode amar, esqueça as regulares turnês pelas casas de astros ou as outras incontáveis visitas oferecidas e faça um “tourantino” pelas lanchonetes, terrenos baldios, alojamentos e zonas de assassinato de Amor à Queima-Roupa, Cães de Aluguel e Pulp Fiction.

Cães de Aluguel, Reservoir Dogs, Madonna Speech

Comece com um café da manhã reforçado e várias doses de café no Pat and Lorraine’s, na 4720 Eagle Rock Boulevard, a lanchonete onde a maior parte dos personagens de Cães de Aluguel com codinome de cores comeu o que acabou sendo sua última refeição.

“Há clientes que vêm aqui porque viram o filme e gostam da comida, porque o serviço é bom”, diz a garçonete Leslie Harwood, que não viu Cães, mas insiste que as gorjetas sempre vêm, apesar da recusa apaixonada do Sr. Pink. Ela também nunca viu um grupo de homens de terno preto e gravata preta chegar em uma manhã, tagarelando sobre o conteúdo das letras das músicas de Madonna. Mas e se acontecer?

“Eu pensaria que é uma pegadinha para a TV”, ela brinca.

Enquanto estiver na vizinhança, certifique-se de verificar muitos dos lugares encharcados de sangue que se destacam em Cães de Aluguel. Depois que a filmagem foi completada, o necrotério desocupado que passou pelo depósito onde os Cães se reuniram depois do malsucedido roubo dos diamantes foi considerado um lugar para um programa de arte pós-escola. Jovens das áreas pobres teriam feito artesanato no mesmo local em que o Sr. Blonde fez sua mágica de corte e recorte. Quando o plano não deu certo, o prédio foi demolido.

Mr. Blond, Cães de Aluguel, Reservoir Dogs

Entretanto, você ainda pode aproveitar o beco onde a bala que acertou o Sr. Brown finalmente fez efeito e o Sr. White descarregou munição num carro de polícia, matando dois policiais: é entre as avenidas 55 e 56. Apenas a um tiro aleatório de distância fica o trecho da rua onde o Sr. Orange atirou na mulher do Mustang branco que atirou nele na 5518 Marmion Way.

Agora é a hora de se fixar propriamente em Los Angeles, então siga a oeste para Figueroa, passando pelas lojas que o Sr. Pink passou enquanto fugia da polícia com a grana, para a Riverside Avenue. Siga até a Glendale, local do River Glen Motel, onde Butch e Fabienne se escondem em Pulp Fiction. Apenas viajantes de segunda ou aqueles com um orçamento bem apertado vão optar por ficar aqui já que foi atacado por uma gangue de pichadores, danificado por terremoto, inundações e toda sorte de desastres bíblicos que só Los Angeles é sujeita pelas condições naturais. Uma boa oportunidade para um crime de fato se apresenta aqui: os colecionadores de relíquias costumam saltar a cerca e arrancar um pedaço do carpete do quarto de Butch e Fabienne.

Para pontos mais graciosos, tente o Safari Inn, 1911 Olive Boulevard com Buena Vista, em Burbank, onde os jovens namorados Christian Slater e Patricia Arquette ficaram em Amor à Queima-Roupa, e a decoração é mais cafona do que um Big Kahuna Burger. Os preços vão de 60 a 120 dólares por noite, com vista para a piscina e as montanhas cobertas de poluição.

“As pessoas vêm e ficam porque viram o vídeo”, admite o gerente do Safari, Johnny De Lesley Jr. “Até tiveram alguns de treze anos que vieram. Eles disseram que queriam estar onde Amor à Queima-Roupa foi filmado. Queriam sentar no deque.”

De acordo com De Lesley Jr., a pousada foi uma locação de filmes muitos popular no decorrer dos anos e foi usada em todo tipo de coisa, de A Família Dó-Ré-Mi e Projeto X até Carro Comando, ironicamente. Mas por que o Safari?

Amor à Queima-Roupa

“Tem uma aparência limpa. Você pega algo básico e constrói em cima. Eles trouxeram palmeiras e deram um visual mais Hollywood, mesmo que seja em Burbank. Vai estar em Apollo 13 também”, ele continua, “vai ser como se fosse na Flórida de 1970. Temos quartos com vista para o mar, mesmo que estejamos a 35 minutos de distância.”

De Lesley Jr. diz que a equipe de Amor à Queima-Roupa passou um dia inteiro na pousada, filmando no escritório, lobby, estacionamento, na piscina e na escada. O quarto em que Slater e Arquette não pertencem de fato à pousada. “Não temos quartos com estampa de oncinha, sabe”, ele insiste.

Patricia Arquette, Amor à Queima Roupa

Com fome? O almoço pode ser feito no Johnnie’s Coffee Shop, no 6101, Wiltshire Boulevard, em Fairfax, onde o Sr. Orange de Tim Roth encontra seu mentor policial em Cães de Aluguel. Usado em vários filmes – Lily Tomlin trabalhava aqui em Short Cuts – os proprietários reformaram o lugar recentemente e a nova área do pátio é chamada carinhosamente de anexo Altman. Durante uma noite de filmagem, a equipe de Cães passou doze horas no Johnnie’s, a mágica do filme ressatada pelo proprietário George Medenas, que ligou as luzes pulsantes raramente usadas que cercam o telhado da lanchonete, que costuma fechar no final da tarde.

“Muitos filmes foram feitos aqui”, diz Medenas. “Miracle, Miracle, A Amante, Short Cuts… Eles gostam porque é antigo. Foi construído em 1950.”

Garçonetes e a gerente Barbara Castro trabalham na lanchonete há vinte e quatro anos.

“Muita gente vem e pergunta sobre os filmes que foram feitos aqui”, ela diz. “Vi muitos deles.”

Então, ela viu o mestre Quentin Tarantino trabalhando?

“Naquele eu estava de férias. Desculpe”

Ei, sem problemas.

Do Johnnie’s é uma viagem rápida por Beverly Boulevard, virando à direita no terreno baldio na Second Street, em Toluca, onde o Sr. Orange ensaia sua história em Cães de Aluguel. Há muito um ponto de encontro para os sem posses de Los Angeles, o local é melhor de ser visto à luz do dia, para apreciar as cores berrantes da pichação – e, devo dizer, para evitar que você mesmo saia berrando.

John Travolta, Samuel L. Jackson, Pulp Fiction

Enquanto a maioria dos autores em crise de Hollywood faz do local uma terra de fantasia de néons, estuque salmão e palmeiras verde-limão, o garoto durão da cidade, Tarantino, registra apaixonadamente os marrons cogumelo, beges sujos e laranja queimado da maior parte de Los Angeles. Procurando um pouco, você pode achar o prédio de apartamentos onde Jules e Vince apagam os jovens criminosos que traíram Marsellus Wallace em Pulp Fiction, em Van Ness, sobre Sunset Boulevard. Você sabe que está no lugar certo quando pode sentir a fumaça da rodovia 101.

A decoração delirante do restaurante Jack Rabbit Slim’s, cenário do interlúdio de John Travolta e Uma Thurman requebrando em Pulp Fiction, foi um set construído especialmente para o filme pelo designer de produção David Wasco – mas você pode visitar sua inspiração mais óbvia, Ed Devebic’s, 134 North La Cienega. Os caros hambúrgueres são servidos por garçons vestidos como ícones da indústria, como James Dean e Marilyn Monroe, enquanto Donny Waver, um membro da equipe superanimadinha do Ed, atende o telefone com uma estridente locução de apresentador de circo: “Comida para encher a pança, não os olhos! O homem que mais trabalha pela comida, Ed Devebic!”. Donny diz que, ainda que a equipe tenha gostado do filme, “no fundo sabíamos que eles estavam roubando da gente”.

Uma Thurman, Mia Wallace, John Travolta, Vincent Vega, Pulp Fiction

Ou você poderia comer no Hawthorne Grill, em Hawthorne Boulevard saindo de El Segundo Avenue, onde Honey Bunny e Pumpkin fazer o cerco em Pulp Fiction até que Jules e Vincent os ensinam uma lição de etiqueta criminosa.

A caminho de volta para o aeroporto, faça um esforço extra e pegue um desvio para prestar homenagem ao local de nascimento de tudo o que é Tarantino – o antigo ponto do original e agora lendário Video Archives. Uma galeria de lojas em Pacific Coast Highway com Manhattan Beach Boulevard, em Manhattan Beach, é onde Quent aprendeu seus truques vendo os vídeos que ele deveria estar alugando. Agora é uma padaria oriental, mas você pode prestar tributo ao Príncipe das Homenagens com um saboroso bolo de feijão vermelho com coalhada enquanto encerra sua tempestuosa Tourantino da Los Angeles pulp

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: