Arquivo

Posts Tagged ‘Meryl Streep’

Top 10 – Dicas de filmes para festa do pijama

Então você ficou responsável pela organização da festa do pijama e está sem ideias? É bom ter algumas dicas de filmes para uma festa do pijama, na hora você escolhe dois ou três e dá boas risadas e suspiros com as amigas. Na organização da festa, lembre-se de fazer os convites, selecionar os doces e salgados, as bebidas, as músicas…

Outra coisa, dependendo do estilo de filmes dos convidados, os filmes podem variar. Uma festa do pijama para patricinhas é diferente de uma festa do pijama para garotas nerds. Mas vou partir do princípio que todas gostas de rir e chorar juntas, então fiz uma lista dos filmes que caem bem nessa festa. São comédias românticas e filmes de menininha, mas se quiserem dicas de filmes de terror, confere a nossa outra lista. :)

A Mentira (Easy A, 2009)Trailer | Ler resenha do Pipoca Musical
Emma Stone, A Mentira, Easy A
Emma Stone está divertidíssima neste filme, que conta a história de Olive, uma adolescente que conta uma mentirinha para a melhor amiga no colégio sobre ter perdido a virgindade com um cara mais velho. Mas sua rival, cristã fervorosa, escuta e espalha pra escola inteira e faz com que Olive enfrente a mentira e suas consequências. O filme tem um humor refinado, sarcástico, rápido e traz uma quantidade enorme de referências bacanas. A Mentira tem uma trilha sonora muito boa que dá ritmo ao filme.

O Diabo Veste Prada (The Devil Wears Prada, 2006)Trailer
Anne Hathaway, Meryl Streep, O Diabo Veste Prada
Andrea Sachs (Anne Hathaway) é uma jornalista que conseguiu um emprego como assistente da executiva Miranda Priestly (Meryl Streep, fabulosa), diretora da Runaway Magazine, a mais importante revista de moda de Nova York. Andrea logo percebe que não é tão fácil lidar com Miranda, e começa a mudar seus hábitos e até suas roupas para conseguir conquistar o respeito da chefe, retratando o que acontece quando sua vida pessoal e profissional se misturam. O Diabo Veste Prada tem roupas maravilhosas e Anne Hathaway está sensacional em cena com Meryl Streep.

Leia mais…

A morte lhe cai bem

Meryl Streep em cena de A morte lhe cai bem

Meryl Streep não faz o tipo de comédia, vocês com certeza concordam comigo. Mas ao lado de Bruce Willis, ela interpreta uma personagem divertida que dá o tom do filme A morte lhe cai bem. Madeline Ashton (Streep) é uma atriz convencida que rouba o marido de uma escritora decadente, Helen Sharp (Goldie Hawn). Deprimida, a escritora entra em depressão e ganha alguns quilos a mais. No entanto, após 14 anos ela volta ao radar esplendorosamente ao lançar um livro chamado Eternamente Jovem.

Madeline continua com Ernest Menville (Bruce Willis) – o marido roubado – mas se sente ameaçada pela beleza e juventude da antiga rival, então passa a procurar alternativas para se manter jovem. Essas alternativas, no entanto, podem mudar o rumo da vida delas para sempre.

A morte lhe cai bem não tem nada de extraordinário, mas tem cenas engraçadas que acabam valendo os 100 minutos de projeção. Robert Zemeckis (Forrest Gump) teve a sorte de reunir um elenco interessante para salvar as caretas e piadas que faz.

Ah, e uma curiosidade: durante a gravação da cena de luta entre as personagens Madeline e Helen, Meryl Streep acidentalmente fez uma cicatriz no rosto de Goldie Hawn (é verdade, podem procurar uma foto recente da Goldie no Google).

Ficha Técnica

Título: A morte lhe cai bem (Death Becomes Her)
Diretor: Robert Zemeckis
Ano: 1992
Gênero: Comédia
Duração: 103 minutos

“Desventuras em Série”: o lado sombrio de Brad Silberling

Irmãos Baudelaire

Desventuras em Série não é o tipo de narrativa que agrada todo mundo. Primeiro porque tem pessoas que não apreciam um sarcasmo, com pitadas cavalares de humor negro e segundo porque essas mesmas pessoas muitas vezes não gostam de ler sobre “tragédias”. E Desventuras em Série é exatamente isso: uma série de pequenas tragédias contadas com um excelente humor inglês.

Baseado na série de 14 volumes de Lemony Snicket, o filme conta as desventuras dos irmãos Baudelaire. Os jovens Klaus (Liam Aiken) e Violet (Emily Browning) e a pequena Sunny (Shelby Hoffman) são órfãos que perderam seus pais e sua casa em um incêndio devastador. Embora os pais tenham muito dinheiro, as crianças não podem movimentá-lo até a maior idade, então entra em cena o gentil Sr. Poe (Timothy Spall), um inútil amigo da família. Ele arranja uma moradia para o trio com o Conde Olaf (Jim Carrey), um parente distante que recebe as crianças com segundas intenções.

Bastante ganancioso, Olaf deseja pegar a fortuna das crianças e não mede esforços para isso. É a inteligência de Violet e a rapidez de Klaus que os mantêm vivos e saudáveis enquanto os acontecimentos se sucedem.

A história de Lemony Snicket, na única chance que teve no cinema, não teve a melhor das adaptações ao tentar usar três livros em um único roteiro. O figurino é realmente fantástico, a fotografia e a direção de arte são estonteantes, a dupla principal dá conta do recado e da personalidade dos personagens, mas não passa disso. Jim Carrey tem um perfil único de atuação, e com ela ele altera por completo a essência do Conde Olaf, atribuindo um exagero em seus movimentos caricatos que nada lembram o verdadeiro Conde Olaf.

Além de tudo, o filme não capta a essência do humor dos livros, e cai na vala comum das más adaptações que agradam nem mesmo os fãs mais ardorosos.

Ficha Técnica

Título: Desventuras em Série (

Lemony Snicket’s A Series of Unfortunate Events)
Diretor: Brad Silberling
Ano: 2004
Gênero: Comédia
Duração: 113 minutos

Simplesmente Complicado

Meryl Streep é uma cinquentona em forma. A atriz, conhecida por interpretar personagens severos, duros e intransponíveis, se entregou à comédia no papel de Jane Addler, mãe de três filhos, divorciada.

Jack (Alec Baldwin) e Jane foram casados por muito tempo e geraram três filhos juntos, que já são crescidos e saíram de casa. Há dez anos, Jane descobriu que o marido a traía com a jovem bonitona-tudo-em-cima Agness (Lake Bell), e pediu o divórcio. Enquanto supera seu divórcio, tenta distribuir sorrisos à Jack e sua jovem esposa quando precisa vê-los. Para seguir com a vida adiante, ela toca uma padaria e inicia o planejamento da reforma de sua casa. Então ela conhece Adam (Steve Martin), um homem doce que ficou encantado por sua aparente segurança e atitude e fez o possível para transformar os 47 e-mails de Jane na planta dos sonhos dela.

Um belo dia, Jane e Jack vão à Nova York na formatura de seu filho mais novo, e entre drinques e danças, o casal acaba no quarto do hotel. Quem faz uma, faz duas: entusiasmado por ter encontrado sua razão de viver de novo, Jake propõe que sua ex-mulher seja sua amante, e começa a visitá-la sempre que consegue escapar das garras de sua atual e extressada esposa.

Meryl Streep diverte, com suas crises de consciência e coração de garotinha de 18 anos, enquanto se divide entre o ex-marido e o arquiteto. Seu relacionamento secreto se desenrola no meio de mais dúvidas e personagens hilariantes, como seu genro Harley (John Krasinski). Alec Baldwin provoca risadas com seu barrigão digno de Garfield, persuadindo sua ex-mulher e enrolando a atual, que quer engravidar.

Não espere tanta profundidade nas ações dos personagens, encare como uma comédia para assistir a dois, num domingo a tarde sem compromisso com nada. Não é um roteiro brilhante, mas é interessante ver Meryl Streep e Alec Baldwin tão soltos e naturais na telinha.

Ficha Técnica

Título: Simplesmente Complicado (It’s Complicated)
Diretor: Nancy Meyers
Ano: 2009
Gênero: Comédia Romântica
Duração: 120 minutos

%d blogueiros gostam disto: