Arquivo

Posts Tagged ‘Suspense’

Drama e suspense em “Água Negra”

Jennifer Connelly

Que fique claro uma coisa. Como terror esse filme não é lá aquelas coisas, mas é um drama decente. Jennifer Connelly é Dahlia Williams, uma jovem que está se separando do marido com quem tem uma filha. Para evitar desgastes, ela precisa se mudar para Manhattam, mas o alto preço dos aluguéis faz com que ela more em uma cidade próxima. O filme é enfatiza o drama de Dahlia nesse ponto, o que era para ser uma separação sigilosa acaba tendo necessidade de advogados e todo o resto.

Dahlia contrata Jeff Platzer (Tim Roth) um bom advogado que parece ser o único a apoiá-la no caso. A sua filha, Cecil (Ariel Gade, que me impressionou) a princípio não gosta do apartamento, mas se convence a ficar quando encontra uma mochila da Hello Kitty. O apartamento não é dos melhores, com vazamentos constantes, barulhinhos tenebrosos e outras coisas que ninguém se importa em arrumar. Tudo vai bem até que Ceci cria uma amiga imaginária, Natasha, que é filha dos donos do apartamento de cima (que ocasiona os vazamentos). O estranho para Dahlia é que ninguém mora lá.

Acreditando que está sendo vítima de uma peça psicológica, ela tenta juntar as peças do enigma e descobrir o que está acontecendo. O filme faz joguinhos mentais com o espectador, com um final bem surpreendene. Walter Salles, que estreou com este filme no exterior, conduz bem a história e faz o possível com um cenário sensacional e uma trilha sonora espetacular. Depois dele, sempre desconfio de qualquer mancha de vazamento no teto.

Curiosidade: Água Negra é refilmagem de Honogurai Mizu No Soko Kara, de 2002.

Ficha Técnica

Título: Água Negra (Dark Water)
Diretor: Walter Salles
Ano: 2005
Gênero: Suspense, Drama
Duração: 105 minutos

“Plano de Vôo”: claustrofóbico mas nem tanto.

Jodie Foster no avião com a filha

Quando o marido de Kyle Pratt (Jodie Foster), uma engenheira de propulsão, morre, ela decide mudar de vida com sua filha de seis anos, Julie (Marlene Lawston). Kyle embarca com a filha de Berlim para Nova York, num avião que ajudou a projetar. Depois de três horas dormindo no avião, Kyle acorda e percebe que sua filha não está ao seu lado e ninguém a viu ou sequer se lembra dela.

A insistência de Kyle faz com que as pessoas pensem que ela está ficando louca, pois há diversas evidências de que a garota não embarcou com a mãe. O cenário em que a história se desenrola é certamente claustrofóbico, e o filme ensaia um inteligente jogo psicológico que começa quando Kyle questiona a própria sanidade.

Embora tenha uma premissa interessante, o filme não satisfaz. A personagem de Jodie Foster aqui é semelhante a de O Quarto do Pânico (2002). Plano de Vôo tem uma trilha sonora de impacto, mas não se arma com elementos suficientes para deixar o espectador surpreso.

Ficha Técnica

Título: Plano de Vôo (
Flightplan)
Diretor: Robert Schwentke
Ano: 2005
Gênero: Suspense
Duração: 98 minutos

%d blogueiros gostam disto: