Arquivo

Posts Tagged ‘Vincent Cassel’

Em busca da perfeição com Cisne Negro

Darren Aronofsky, Natalie Portman, Cisne Negro, Black Swan

Cisne Negro é um filme de suspense magistralmente dirigido por Darren Aronofsky, que inicia com uma belíssima cena de balé, captando nossa atenção e nos preparando para um drama psicológico profundo.

Nina (Natalie Portman) é uma garota que dedica todo o seu tempo e pensamento à atingir a perfeição no balé, uma atividade que herdou da mãe Erica (Bárbara Hershey), bailarina aposentada que se realiza ao cuidar da vida e carreira de sua filha de maneira infantil e excessiva.

A companhia de dança da qual Nina faz parte passa por dificuldades financeiras e então surge Thomas Leroy (Vincent Cassel) para inovar. Ele traz a ideia de remontar O Lago dos Cisnes, mas com uma peculiaridade: na peça original, duas bailarinas interpretam o Cisne Branco e o Cisne Negro. Leroy quer que uma única dançarina seja capaz de interpretar os dois personagens de maneira completa.

Enquanto Odette – o Cisne Branco – requer inocência, pureza e encanto, Odille – o Cisne Negro – exige sensualidade, rebeldia e liberdade. Nina atende às características do Cisne Branco, mas tem medo de fugir à técnica para atingir o outro lado. Sua concorrente Lily (Mila Kunis) é a personificação natural e espontânea do Cisne Negro, a inconsequência pura.

Cisne Negro é denso e traz junto à beleza do balé, as sombras de Nina: a busca pela perfeição e seu medo de falhar. A superação dos limites físicos exige uma entrega ao lado escuro de sua alma, que a garota é incapaz de fazer. Ela é mais do que parece – existem aspectos psicológicos de sua criação transbordando na atuação de Natalie Portman (ficou curioso né? No fim do post tem uma dica maneiríssima de leitura).

Bárbara Hershey interpreta Erica, a mãe de Nina, que incomoda de tão sufocante. E mostra uma química perfeita com Natalie Portman que, ao contrário de sua personagem, não teve medo de se entregar de corpo e alma ao papel. Sua atuação é sincera, dramática e perfeita – mereceu o Oscar de melhor atriz. Vincent Cassel transpareceu sua perfídia ao interagir com Nina, de forma exigente e íntima. Mila Kunis esbanja sensualidade e olhares libidinosos no papel de Lily – uma personagem de personalidade duvidosa.

A trilha sonora do filme é baseada em O Lago dos Cisnes e acompanha perfeitamente todas as nuances do longa. Complementando a obra, o maravilhoso figurino dá um toque especial e clássico às cenas – a grife brasileira Rodarte fez à mão as roupas de Natalie Portman.

Cisne Negro traz à tona a face perturbadora que todos temos. Por lidar com uma busca tão perigosa quanto a da perfeição, o que acontece à Nina se mistura em um mundo real e onírico, e não se sabe se o destino da personagem é o mesmo da protagonista. Mas no fim não importa, porque tudo o que desejamos ver – desde os primeiros ensaios – é a Rainha dos Cisnes dançando graciosamente no palco, finalizando a busca pelos seus opostos.

Ficha Técnica

Título: Cisne Negro (Black Swan)
Diretor: Darren Aronofsky
Ano: 2010
Gênero: Drama
Duração: 108 minutos

Dica de leitura: Cisne Negro sob o ponto de vista psiquiátrico – Quem é Nina, quem é Erica e quem é Lily. O post é uma réplica da excelente análise da Dra. Vanessa de Andrade, um link compartilhado pela Cah.

%d blogueiros gostam disto: